Últimas Publicações

Deus existe

16 de julho de 2015, jamais esquecerei essa data, dia de muita dor e sofrimento pela partida de minha mãe. Ainda não consigo me acostumar à ideia de que ela não retornará mais para casa, que não mais verei ou beijarei o seu rosto, comerei de sua comida ou conversarei com ela. Nosso culto para receber o sábado nunca mais será o mesmo, sua voz entoando hinos e mais hinos não será mais ouvida, a morte levou um dos meus mais preciosos bens. Quase duas semanas de muita tristeza, dor e uma saudade que insiste em ficar e aumentar, o que fazer, como lidar com tudo isso? É difícil dizer o que é maior, se as lembranças ou a saudade.

Horas após perder seu filho, o pai do cantor Cristiano Araújo, perguntou a um repórter: “Me diz (sic), Deus existe?”. Era a pergunta de um coração partido, de um ser angustiado. Hoje, menos de duas semanas após perder minha mãe, respondo essa pergunta com toda a convicção: DEUS EXISTE. Se Ele não existisse não sei o que seria de mim com toda a dor e sofrimento que senti e ainda sinto. Só Ele para diminuir a dor e restaurar minha vontade de viver. Muito me confortaram as palavras abaixo do hino “Deus cuidará de ti” (composto em 1904 pelo casal Walter e Civilla Martin)

Aflito e triste coração, Deus cuidará de ti;                                                                                                                                     Por ti opera a Sua mão; Deus cuidará de ti.

           Deus cuidará de ti, Em cada dia proverá                                                                                                                                          Sim cuidará de ti; Deus cuidará de Ti.

Na dor cruel, na provação, Deus cuidará de ti;                                                                                                                     Socorro dá e proteção; Deus cuidará de ti.

Em pensamento ainda ouço minha mãe cantando esse hino, mas o Deus de quem ele fala é quem tem me confortado e amparado diariamente, é nEle que confio e nEle que espero.

Se, como eu, você está passando pelo vale da sombra da morte, se sente que a dor e a angústia atingiram o clímax em sua vida, se olha para os lados e não encontra solução ou alívio, não se desespere, olhe para cima, o nosso refúgio e fortaleza, o socorro bem presente na angústia (Salmo 46:1) está lá, de braços abertos nos esperando. Não importa a escuridão da noite, o sol voltará a brilhar. Não existe dor, não existe sofrimento, não existe tristeza que Ele não possa curar.

Gelson de Almeida Jr.Deus existe

Artigos Relacionados