Últimas Publicações

A Derrota de Davi – Final

“Davi sofria com a doença da criança; em desespero ele pedia a Deus que salvasse o seu filho; ficou sem comer e passava a noite ajoelhado diante do Senhor, em oração”. 2 Samuel 12:16 (Bíblia Viva)


Nas últimas semanas, refletindo sobre o pecado de Davi, vimos os erros que o levaram ao pecado, semana passada vimos um Davi fazendo de tudo para esconder seu pecado. O texto de hoje mostra um homem que logo após ser desmascarado pelo profeta Natã e ouvir a sentença vinda do Altíssimo, tenta barganhar com o Eterno. Quase um ano se passara até a visita do profeta.

Após ter seu pecado revelado e ficar sabendo que não ficaria impune Davi entra em desespero. O castigo lhe parecia duro demais. Deus mostrou que, assim como ele arquitetara a morte de Urias, cujo único “crime” fora o de ser marido da mulher que ele cobiçara, inocentes sofreriam por causa do seu pecado. Quando vê o filho doente, mesmo tendo sido avisado de que era “doença de morte”, Davi novamente tenta resolver as coisas a seu modo. Jejua, passa a noite ajoelhado e ora incessantemente tentado fazer o Eterno mudar de ideia.

Como Davi muitos há que escondem seu pecado até que não lhes seja mais possível ficar nessa situação e, quando descobertos, tentam remediar a situação ou fugir das consequências do seu erro. Esquecem-se da lei da retribuição, onde existe uma colheita para cada semeadura (Gálatas 6:7). Por isso é importante se pensar muito antes de cada passo que se dê para que não seja dado em falso, pois um passo em falso sempre trará consequências negativas para quem o dá e, geralmente, para outros que estão por perto.

A história de Davi mostra que Deus ama o pecador, mas não tolera o pecado de modo algum. O Pai amoroso e misericordioso é também Justo e não pode deixar impune os que erram voluntariamente. No tocante ao pecado Paulo apresenta duas grandes verdades, a primeira é que o preço do pecado é terrível (Romanos 6:23) e a segunda é que graças ao amor do Pai poderemos nos livrar das consequências eternas do pecado (Romanos 5:20). Como um Deus de amor o Eterno sempre amará Seus filhos, por mais pecadores que sejam, mas como um Deus de Justiça não os livrará das consequências do pecado, pelo menos de parte delas. Portanto peça-lhe ajuda e Ele colocará em você o desejo de fazer o que é correto e o habilitará para tal (Filipenses 2:13).

Gelson de Almeida Jr.A Derrota de Davi – Final

Artigos Relacionados