Últimas Publicações

A derrota de Davi – Parte III

“Depois disse Davi a Urias: Desce à tua casa, e lava os teus pés”. II Samuel 11:8 (NIV)


 

Davi não saiu à guerra com o povo de Deus, dormiu enquanto guerreavam e, como não tinha nada para fazer, foi para a cama com a mulher do seu soldado Urias. Agora, estando ela grávida, toma providências para que o caso fique encoberto. Para tanto, sob uma capa de preocupação com o bem estar de seu súdito, manda que Urias vá para casa ver sua mulher. Caso seu plano desse certo, Urias assumiria a paternidade da criança e ele sairia ileso da situação.

Ele queria resolver o problema, mas não acertar contas com o Eterno e com o seu próximo, isto seria o correto, mas o mais difícil, escolheu então o caminho da facilidade, da obscuridade e do engano. Um erro seria encoberto com outro. Era muito mais fácil esconder o pecado que assumir e enfrentar as consequências do mesmo. Tivera meses para se arrepender e resolver o problema, mas seu único desejo era escondê-lo e fugir das consequências. Tão cegado estava que esqueceu que o Eterno tudo vê e que nada Lhe é oculto, pois Seus olhos estão em todo o lugar (Provérbios 15:3).

Assim como Davi, muitos há que não fazem o menor esforço para não pecar e, depois de pecarem, tentam desesperadamente esconder seu erro, acham mais fácil ocultá-lo que acertar as coisas e colocar a vida em ordem. Um dos “ais” do profeta Isaías é justamente contra aqueles que fazem as coisas às escuras, que procuram esconder suas más obras do Senhor (29:15). É interessante que anos mais tarde o filho de Davi afirmou que os que confessam e deixam as suas transgressões alcançam misericórdia, mas os que as encobrem nunca prosperarão (Provérbios 28:13). O mal pode prosperar por um tempo, mas um dia tudo se revela, a verdade aparece e a conta tem que ser paga. O único meio de ter uma consciência tranquila e viver sem sobressaltos é viver à altura do chamado diário que Deus faz a cada um de Seus filhos. Esteja em paz com Deus e estará em paz consigo e com o mundo.

Gelson De Almeida Jr.A derrota de Davi – Parte III

Artigos Relacionados