Últimas Publicações

# A Paz e o Prêmio

pazA paquistanesa Malala Yousafzay e o indiano Kailash Satyarthi foram laureados com o Prêmio Nobel da Paz neste ano de 2014. O motivo foi pelo trabalho de ambos na conscientização pelo direito à educação de adolescentes e crianças. De fato, a luta dos dois deve ser mesmo reconhecida, afinal, vivemos em pleno século XXI e tais direitos são fundamentais.

A paz. Um prêmio pela paz. Em que pese usarmos desta expressão – estarmos no século XXI – para dizer que nestes tempos a humanidade deveria ter alcançado a conscientização de direitos humanos e paz entre os homens, sabe-se, não é bem assim. Nem quanto aos direitos, tampouco com a paz.

Vivemos um tempo em que, por certo, há um discurso de paz, inclusive por quem promove a guerra em nome da paz. Assim também foram as guerras santas ao longo dos séculos, mas como afirma a carta de Tiago, “o fruto da justiça semeia-se na paz, para os que exercitam a paz”.

Na atualidade, até mesmo o ecumenismo apregoa a união das religiões em nome da paz, no entanto, o Messias avisou-nos que sua vinda não proporcionaria a paz; familiares se voltariam uns contra os outros por causa do nome dele, afinal, apenas aqueles que se inclinassem ao Espírito poderiam conhecer a verdadeira paz.

A nova aliança anunciada com a vinda de Cristo proporcionou a Paulo afirmar que a paz é fruto do espírito e acompanham-na o amor, a alegria, a paciência, a amabilidade, a bondade e a fidelidade, porque o Eterno é um Deus de paz, por isso os pés que proclamam seu evangelho devem ser calçados pela paz que anunciam.

No entanto, somos orientados pelo Espírito Santo para que saibamos que quando disserem: há paz e segurança, certamente o que há é repentina destruição; contudo, a paz do Messias, quando derramada do alto sobre nós como o é o Espírito, então o deserto se torna em campo fértil, e o campo fértil é reputado por um bosque, e o efeito da justiça será paz, e a operação da justiça, repouso e segurança para sempre.

Esse é o teor da paz que buscamos e que só o Messias pode nos dar, jamais o mundo: repouso e segurança para sempre. Ela é ouro puro que constitui e reveste o prêmio em nosso caminho, sendo um reflexo do prêmio maior que haveremos de viver.

Shabbat Shalom!

Sadi – Um Peregrino da Palavra

Sady Folch# A Paz e o Prêmio

Artigos Relacionados