Últimas Publicações

Agora é hora da Prova

“Eu grito, pedindo ajuda, mas o Senhor não me responde. Eu levanto para falar, mas o Senhor apenas olha para mim” (Jó 30:20 BV).


Jó estava aflito pela situação que enfrentava e pela falta de reposta do Eterno para os seus clamores. Em questão de dias perdera todos os filhos, todas as posses e a saúde. Ele cheirava mal, virara uma ferida ambulante. Mesmo assim não perdeu a fé no Altíssimo, ao mesmo tempo em que falava as palavras do texto de hoje, também dizia: “Eu sei que o meu Redentor vive e finalmente se colocará a meu favor…” (19:25 – BV).

Provavelmente, nos tempos de escola, você passou pela situação de fazer uma prova escrita, para a qual estudara muito, mas na hora da prova parece que “deu um branco”. Com olhar suplicante e voz alterada pediu ajuda ao professor e ele disse algo do tipo:

– Agora é hora da prova, não falarei nada.

Para quem conhece a história completa de Jó, é fácil entender sua situação. Ele estava na hora da prova e não sabia disso, mas qual seria sua atitude se estivesse no lugar dele?  Durante todos os acontecimentos relatados no livro que leva o seu nome, mesmo sem receber qualquer tipo de consolo ou conforto, Jó sabia que podia confiar no Eterno.

Talvez você esteja passando por uma situação onde o medo, a tristeza, o desespero e a incerteza sejam seus únicos companheiros. Clamou ao Eterno, mas a única resposta que obteve foi o silêncio. Se este for o seu caso, não desanime, não tema, o Eterno está atento a tudo o que lhe acontece. Está muito desejoso de lhe ajudar, mas não pode. Você está na hora da prova e, durante a prova, o professor se cala. O Deus que “se calou” para Jó também o recompensou. A prova logo irá acabar, e você receberá todas as respostas que quiser. Jó recebeu em dobro tudo o que perdeu. Sua recompensa não será menor.

Gelson De Almeida Jr.Agora é hora da Prova

Artigos Relacionados