Últimas Publicações

# Amai, amai, amai.

asdO êxodo que está acontecendo no Oriente Médio em direção à Europa é assustador. Muitos já tendo conseguido chegar àqueles solos, caminham quilômetros tentando chegar a determinados países, encontrando fronteiras fechadas por longas cercas de arame farpado, impedindo-os de ultrapassar, restando em meio ao caminho, nas estradas e ao longo das ferrovias, sobrevivendo apenas pela caridade dos habitantes locais bastante abalados com o imenso sofrimento alheio.

Ainda assim, os dirigentes desses países, tentando manter o equilíbrio de suas estruturas econômicas, não permitem que imigrantes ingressem em suas terras. O que é isso senão o resultado ainda dos tempos do colonialismo, onde governos poderosos tomaram o controle de países no Oriente Médio, Ásia e África, esvaziando-os de seus recursos, sobretudo de seus valores e culturas, desequilibrando-os em todos os sentidos.

O homem sempre foi dominador, não pensando duas vezes em agir com tirania se assim lhe fosse possível. Nos dois últimos séculos, tomaram, dominaram, desrespeitaram tanto quanto o que lhes ia ao coração, mesmo depois de firmadas declarações de direitos humanos, mesmo diante de suas declarações como cristãos.  São resultados, na verdade, do amor que se esfria a passos largos.

O mundo tem se apresentado crudelíssimo, mesmo diante de tantas tecnologias e avanços, direitos e conquistas humanas, em proporção muito maior que nos séculos dos dois primeiros milênios. As escrituras nos falam dessas ocorrências. O amor está esfriando. O que há para fazer? Abrir mão de julgar e tão somente amar. Vibremos o amor neste momento tão difícil. Vivenciá-lo é tudo o que podemos fazer, pois só assim conseguiremos desdobrar esse sentimento tão nobre e digno em ação.

Amai-vos uns aos outros. Amai os que te odeiam. Amai. Amai. Amai.

Sadi – Um Peregrino da Palavra

Sady Folch# Amai, amai, amai.

Artigos Relacionados