Últimas Publicações

# Compreendendo superações

Algumas pessoas, talvez muitas, não sei, se acham superiores às demais. Em uma outra ocasião eu escrevia sobre a condição daquele que paralisa a sua vida pelo medo e, por isso, vive uma condição bastante inferior à que poderia de fato vivenciar. O seu contrário, ainda pelo mesmo diapasão em desequilíbrio, é aquele que não teme a nada e por isso se sente melhor que os outros.

Nem uma condição, nem outra. Sentir medo e se sujeitar ao engano que ele provoca, como afirmei no texto – O medo de viver – é nefasto. Ser ousado e não temer o sucesso de uma empreitada são condições para o crescimento, contudo é preciso encontrar a atitude equilibrada. As escrituras analisam ambas as circunstâncias, oferecendo os caminhos para que esse equilíbrio seja experimentado, proporcionando a segurança e o bem-estar individual, familiar e espiritual.

De posse dessa sabedoria, o homem serve à família, à empresa e à igreja com integridade e senso de justiça. Em família, se tem que usar de rigor com um filho que esteja perdendo o respeito e, consequentemente o rumo, não hesitará em fazê-lo dentro dos limites. Na empresa, a observância aos parâmetros de conhecimento, disciplina e ética lhe são fundamentais. Na igreja, ao reconhecer a linha tênue entre a doçura da misericórdia e a necessidade da instrução, age com amor.

Tudo isso, cumpre ressaltar, deve ser feito tendo às mãos o manual de instrução por excelência – a bíblia sagrada – utilizando todos os instrumentos ali apontados – vale dizer – sabedoria, obediência à palavra de Deus e joelho no chão.

Grande é o poder que move o universo. O homem que se reconhece em Deus, esse permanece firme naquilo que faz e caminha em direção ao alvo maior que o espera. Assim, torna-se forte, e o único engrandecimento que lhe interessa vem do Alto. Incansável, ele promove o sucesso também para os outros, refletindo o reino a que está inserido. Humilde de espírito, ele reconhece o reino de Deus ser constituído de poder e não por palavras.

Eis o homem verdadeiramente superior. Ele o é quando encara a necessidade de superar a si mesmo, para que surja um novo homem. A perseverança nos mandamentos e na fé em Jesus é todo o diferencial de que precisa, e nele não há obstinação pelos poderes efêmeros deste mundo. Ele sabe que o crescimento verdadeiro e equilibrado só pode ser alcançado enquanto estiver alinhado ao poder de Deus que rege o universo.

Assim disse o seu Redentor: “Eu sou o Senhor, o teu Deus, que te ensina o que é útil e te guia pelo caminho em que deve andar”. Se der ouvidos aos mandamentos, então o seu nome será exaltado pelo Eterno.

Sadi – O Peregrino da Palavra

Sady Folch# Compreendendo superações

Artigos Relacionados