Últimas Publicações

# Conhecer a verdade

Conhecereis a verdadeAssisti uma peça de teatro pela internet muito interessante. O Jardim do Inimigo.  Seguindo a mensagem do evangelho, procura apresentar várias situações das relações humanas existentes no mundo, tais como violência doméstica, uso de drogas, prostituição, miséria, ressaltando o universo de muitos crentes sem compromisso com Deus e Sua palavra.

Destaco uma parte do texto que penso seja importantíssima para a reflexão dos membros das igrejas. Trata-se de um momento em que satanás confronta um crente arrogante e vaidoso por se valer de ter nascido na igreja e também por pagar o dízimo. O inimigo o repudia e ao afirmar saber, por exemplo, de quem se trata Paulo, questiona o crente quem ele é verdadeiramente nesse contexto que se diz ser discípulo do Cristo.

O inimigo zomba do crente, dizendo a ele que pode expulsar demônios, orar em nome de Jesus, mas isso não lhe faz nem mesmo cócegas, pois aquele crente não se parece nem um pouco com Jesus, não tendo nem de perto o cheiro do Messias. E, mais, aponta-o sem essas qualidades por não se interessar nem mesmo pelo básico, qual seja, ter a espada (Palavra) em suas mãos.

Satanás começa a dizer que a palavra de Deus não interessa ao crente, e que ele não deve lê-la de fato. Contudo, nesse instante, ele se volta a si mesmo e diz não saber por que está se preocupando em convencer ao crente em não ler a palavra, pois, afinal,ele não a lê mesmo.

Não querendo dizer que todos se pautem pelo o que ele está afirmando, resolve fazer um teste. Pergunta como é a rotina de todos ali presentes. Se quando estão, por exemplo, no trabalho, se eles sentem uma tremenda vontade de chegar em casa para estudar a palavra, passando horas debruçados sobre ela, meditando e orando por sua compreensão. Ele sugere que, na verdade, quando chegam em casa, comem alguma coisa e vão para o quarto dormir ou passar horas na internet… e palavra que é bom, nada.

Ele diz que tais crentes o divertem, pois crescem rápido, mas sem base e conhecimento. Afirma conhecer as escrituras por inteiro e nesse instante volta para o crente e pergunta o que ele conhece para poder citar de memória naquele momento. Desafia-o a dizer o sermão da montanha por inteiro, ou mesmo alguns poucos capítulos inteiros de Mateus. O crente titubeia. Ele não sabe nada de memória, a não ser algumas frases esparsas.

Por fim, compara o que se diz crente em Cristo com aqueles que educam seus filhos no judaísmo ou no islamismo, onde tais crianças com pouca idade já conhecem quase toda a sua escritura. O inimigo questiona como poderia um filho de um cristão conhecer a palavra de Deus, se seus pais não a conhecem e tampouco agem por ela. E, então, pergunta: “como, vocês cristãos, conseguem viver sem conhecer a Deus?”.

Sadi – Um Peregrino da Palavra

Sady Folch# Conhecer a verdade

Artigos Relacionados