Últimas Publicações

Cristo, volte já.

volta-de-jesusUm ano e quatro meses! Começa em 16 de julho de 2015, quando perco minha mãe e termina dia 20 passado, quando perco outra pessoa que muito querida e amada que muito me ajudou e alegrou a vida nos últimos sete anos, esse que classifico como o período mais triste de minha vida. Perto de tudo isso o assalto pelo qual passei, dias atrás e do qual ainda estou muito traumatizado, se torna coisa de pequena monta.

Durante esse tempo tive alegrias muito grandes também, mas hoje quero me deter naquilo que me chateou e me deixou triste, não especificamente no que me entristeceu, mas como devo reagir diante de tudo isso.

No evangelho de João, no capítulo 11, encontramos o relato da ressurreição de Lázaro, amigo íntimo de Jesus, a quem Ele amava profundamente. Cristo sabia que Lázaro estava doente, pois suas irmãs haviam mandado o recado (v.1), sabia que aquela doença o levaria à morte, mas não fez nada para alterar a situação, pelo contrário, ficou exatamente onde estava por mais dois dias (v.6). Findo esse período chama seus discípulos e vai a Betânia. Assim que chega encontra Marta que lhe diz: “Senhor, se estivesses aqui meu irmão não teria morrido”.

Se você conhece o final da história sabe que, momentos depois Cristo ressuscitou a Lázaro. Como Cristo não estava pessoalmente em Betânia Lázaro faleceu, mas quando lá chegou não esperou muito, ressuscitou a Lázaro. A frase de Marta, citada acima, mostra que ela sabia que Cristo era sinônimo de cura, de vida. Segunda feira, olhando para aquele corpo inerte, sem vida pensei muito em como seria bom se Cristo estivesse por ali, sem dúvida alguma ele a teria ressuscitado e todos estariam felizes agora, mas esta não é a Sua vontade e tenho que respeitar.

Causado por dores tão angustiantes surge um desejo que tenho vontade de expressar com gritos a plenos pulmões, mas que tenho me contentado apenas em pensar, e a pedir, de modo incessante: Cristo, volte já.

Quando minha mãe faleceu este se tornou o meu desejo, mas vejo que não fui muito além de “desejar”. Não adiantou, agora a dor veio novamente, decidi que preciso passar do desejo para a ação se não quiser passar por momentos tristes novamente. Não me resta outra alternativa a não ser viver e pregar o evangelho do Mestre para que Ele volte a este mundo e acabe com toda essa miséria, dor e sofrimento.

Se, como eu, você tem passado por momentos ruins, por dias escuros em sua vida, una-se a todos aqueles que tem trabalhado para “apressar” a volta de Cristo, se sua vida é boa o suficiente para que não tenha esse desejo, peço que não espere a dor chegar, una-se a nós e trabalhe para que o Salvador venha logo e acabe com toda essa miséria, e toda a sorte de angústia, dor e sofrimento. Cristo, volte já, que este seja seu desejo e aquilo que norteie seu pensamento e suas atitudes.

Gelson de Almeida Jr.Cristo, volte já.

Artigos Relacionados