Últimas Publicações

# Direções

Sol-2-300x200É hábito falarmos diante dos desmandos e desequilíbrios do mundo, defendendo nosso ponto de vista e, se movidos por justiça, não raro nossos argumentos se apresentam por justa indignação que vai ao coração. Também não é incomum que mesmo dentro da comunidade a que pertençamos, onde seja mais fácil a comunhão de ideais, encontrarmos compreensões e interpretações diferentes a respeito de determinado assunto.

É próprio do homem o querer falar. Contudo, convém-lhe melhor o silêncio, sem se entregar jamais à omissão. A personalidade do homem pode ser forte, no entanto o caráter talhado pela sabedoria dificilmente se permite o embate. O que fazer, então? Calar-se, retirar-se e, sobretudo entregar-se à oração, para que ao coração não lhe reste qualquer sentimento em desalinho ao caráter de Deus.

Aconselhamentos originados na escritura nos convêm, pois sua essência é santa e sábios são os seus caminhos; assim como edifica-nos os testemunhos ali constantes. De qualquer forma, examinemos tudo e retenhamos o bem. Há situações que convêm o recolhimento, deixando ao tempo e a Deus a solução para todas as coisas.

Advertiu-nos o Cristo, nosso Senhor e Salvador Jesus, que somos enviados como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sejamos prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.

Ademais, também afinados por seu diapasão, tenhamos confiança que em tudo ele nos supre junto ao Pai e, se por ventura formos objeto do escárnio, ou mesmo chegar o tempo em que um irmão entregará o seu próprio irmão, não tenhamos cuidado com o que haveremos de falar, porque nessa hora seremos ministrados pelo Espírito sobre o que haveremos de dizer.

Que sejamos discípulos e possamos nos permitir o entalhe da sabedoria. Amemo-nos uns aos outros, e assim justifiquemos o que cremos sê-lo, sobretudo o que dizemos acreditar sermos.

Sadi – Um Peregrino da Palavra.

Sady Folch# Direções

Artigos Relacionados