Últimas Publicações

 
Gosto da ilustração do rapaz que, antes de se deitar, orou ao Pai pedindo um emprego e uma mulher que o amasse muito. No dia seguinte abriu o jornal nos classificados e viu um anúncio de emprego. – É a resposta às minhas preces pensou ele. Quando chegou ao local viu que havia uma fila enorme e, pensando que muitos seriam melhores que ele, foi embora. No caminho um garoto lhe deu uma rosa e ele, sem saber o que fazer com a mesma, jogou-a pela janela assim que sentou-se no ônibus.

À noite, em oração, disse ao Eterno: – É assim que você me trata, eu não pedi muito e você não me atendeu. É esse o amor que tens por mim?

Em seguida foi dormir e, num sonho, o Eterno lhe diz: – O emprego era seu, devia ter esperado na fila, mas você desistiu antes de lutar. A rosa, inspirei o menino a lhe entregar, mas, ao invés de dar para a moça que estava ao seu lado no ônibus, preferiu atirar pela janela, ali estava a mulher que muito o amaria.

Amiúde pedimos ao Pai que nos ajude, que derrame Suas preciosas bênçãos sobre nós, que abra o caminho à nossa frente, mas a impaciência e a falta de fé nos impedem de tomar posse plena de Suas bênçãos. Desistimos diante do primeiro obstáculo. Retrocedemos quando estávamos prestes a receber a benção. Os obstáculos são o meio pelo qual nossa fé é provada, mostram se somos capazes de confiar em Suas promessas. Paulo afirma que sem fé é impossível agradar a Deus e que, quando formos a Ele, precisamos acreditar que Ele existe e que é galardoador dos que O buscam (Hebreus 11:6). Não tenha medo, não desanime, a vitória está próxima.

Gelson De Almeida Jr.

Artigos Relacionados