Últimas Publicações

Filho Adotivo

“E nos predestinou para filhos de adoção por Jesus Cristo, para si mesmo, segundo o beneplácito de sua vontade” Efésios 1:5

Que grande declaração! Ser adotado pelo Eterno, antes da fundação do mundo (v. 4), para herdar a salvação. Somos mais que simples “criaturas”, somos “filhos” por adoção, por escolha livre, espontânea e amorosa do Pai.

Em sua obra “Compreendendo o Filho Adotivo”, Luiz Schettini Filho, afirma que para que o filho adotivo veja o pai adotivo como “verdadeiro pai”, é preciso que haja convivência entre ambos, pois, só assim, ocorrerão as trocas, como o tocar e ser tocado, o falar e ser ouvido, o chorar e ser consolado. É interessante notar como isto é uma realidade em nossa relação com o Pai. Quando aqui esteve, Cristo mostrou ser a expressão do Pai (João 14:9), o “Caminho” para o Pai (14:6) e disse que voltaria para o Pai, mas não nos deixaria órfãos, enviaria o Consolador (João 14:16). O Pai se deu a todo este trabalho porque nos ama e quer o nosso melhor.

Muitos não reagem bem à notícia de que são filhos adotivos, tanto que se criou o termo “filho do coração” para designar este tipo de relação. Voce é “filho do coração” do Pai, portanto não se rebele, ame-O, conviva com Ele e conheça-O. Assim procedendo voce terá dias mais felizes aqui e a certeza de que em breve Ele virá para buscá-lo, para as morar com Ele em Sua casa (João 14:1 a 3).

Gelson De Almeida Jr.Filho Adotivo

Artigos Relacionados