Últimas Publicações

Imitando para ser imitado

Coisa muito comum nos dias atuais é imitarmos alguém, no jeito de falar, de agir, cantar o refrão de alguma canção, etc. Em 2002 um famoso jogador da seleção brasileira fez um corte de cabelo, que ele mesmo achava ridículo, mas que se tornou uma febre, principalmente no Brasil. Atualmente, outro jogador brasileiro é imitado em o seu corte de cabelo, afinal não importa o quê se copia, mas de quem se copia.

Durante sua viagem a Damasco, o apóstolo Paulo teve um encontro com o Salvador e isto lhe causou uma impressão tão forte que cada dia mais ele procurava ser como o seu Mestre, chegou ao ponto de afirmar que poderia ser imitado, pois ele imitava o Mestre (I Coríntios 11:1). Era um exemplo aos que o cercavam.

Certa feita, ao chegar em casa, foi-me dito que deveria ir, sorrateiramente, ao meu quarto. Qual não foi minha surpresa ao ver meu filho mais velho, na época com 3 anos de idade, recostado em minha cama com uma publicação em suas mãos, fazendo de conta que estava lendo. Sorri ao notar que a revista estava de cabeça para baixo, mas muito me preocupei quando, após ser perguntado sobre o que fazia, ele responder, com a fisionomia mais séria do mundo, estou lendo como o meu pai faz todo dia.

Querendo ou não, somos um espetáculo aos que nos cercam. Que grande responsabilidade! Só existe um meio de não sermos envergonhados quando alguém disser que é nosso imitador, é, antes de tudo, sermos imitadores de Cristo.

Gelson De Almeida Jr.Imitando para ser imitado

Artigos Relacionados