Últimas Publicações

Multidão ou Discípulo

Vendo as multidões, Jesus subiu ao monte e se assentou. Seus discípulos aproximaram-se dele, e ele começou a ensiná-los, dizendo:” (Mateus 5:1 e 2).


 

Provavelmente você conhece o “sermão da montanha” (Mateus 5), proferido por Cristo no início de Seu ministério terrestre, considerado o maior e mais profundo conjunto de ensinamentos proferidos por Ele enquanto aqui esteve. Mateus afirma que  havia uma multidão, mas que o Mestre começou a falar assim que Seus discípulos se aproximaram dEle. Fica claro que os princípios expostos no sermão eram, a princípio, para os discípulos, não para a multidão. Por quê o sermão era para os discípulos e não para a multidão?

Uma análise atenta nos evangelhos mostra que sempre havia uma multidão perto do Mestre, inclusive em Seu julgamento, quando ela pediu Sua crucifixão. O termo multidão se aplica ao grande contingente de indivíduos que andava perto do Mestre, com pouco envolvimento em Seu trabalho e buscando, em sua grande maioria, as dádivas terrenas. Os que queriam aprender e tomar posse  do Reino a Bíblia chama de discípulos. Assim sendo fica mais fácil entender a razão de Mateus mostrar que os discípulos sentaram-se perto do Mestre, pois a multidão estava mais distante.

No final da adolescência e início da juventude assisti alguns jogos de futebol no estádio. Lembro-me que, na primeira vez, quando o jogo estava para acabar, olhei ao redor e vi aquela imensa massa de torcedores. Virei para meu amigo e falei de minha preocupação quanto à saída do estádio, disse-lhe que, pela quantidade de gente, enfrentaríamos muita confusão e demora para sair. Sem tirar os olhos do jogo ele apenas disse: “Não se preocupe, na hora da saída é só você ficar em pé que a multidão te leva para fora”. Multidão é isso, você faz parte dela, conhece pouco ou nada de quem está ao seu lado, não tem voz ativa nem vontade própria, sua vontade é a “vontade” da multidão.

Pertencer à multidão que está perto do Mestre é muito fácil, difícil é ser discípulo. Palavras chave para o discipulado são: paciência, envolvimento, desprendimento, dedicação, conhecimento, disposição, etc. Ser da multidão tem um custo muito pequeno, mas a recompensa é também pequena, quase nenhuma. Ser discípulo tem um alto custo, mas a recompensa é grande, é a vida eterna. Multidão ou discípulo, a escolha é sua.

Gelson De Almeida Jr.Multidão ou Discípulo

Artigos Relacionados