Últimas Publicações

O que a benção exige de mim

Em Lucas 17 lemos sobre o dia em que um grupo de dez leprosos se encontrou com Jesus. Os leprosos eram alienados sociais, não podiam conviver com o restante da sociedade por causa de sua moléstia altamente contagiosa. Era uma doença dolorida e triste, sem cura naqueles tempos.

Eles ficaram de longe e gritaram para que Jesus os curasse. A lei dizia que alguém só poderia ser reintegrado ao convívio da sociedade se um sacerdote os analisasse e não encontrasse nenhum outro sinal de lepra. Embora a doença fosse incurável, poderia ser que a pessoa fosse expulsa da sociedade por outra doença de pele qualquer, por isso havia essa regra. Jesus então ordenou que eles fossem procurar o sacerdote para se mostrar.

Aqueles dez homens mostraram fé. Eles não esperaram para se ver curados para só então tomar a direção apontada por Jesus. Começaram imediatamente a caminhar na direção da sinagoga. Foi  no caminho que notaram que estavam curados.

O detalhe curioso da  história é que, quando isso aconteceu, decerto em meio aos gritos de alegria, aos abraços e pulos por entre lágrimas de felicidade, um deles deu meia volta. Um estrangeiro. Antes de ser reintegrado à sociedade, de poder ir para casa e poder abraçar seus filhos outra vez, ele precisava agradecer. Não podia perder a oportunidade de não encontrar mais Jesus.

Jesus perguntou: “Não foram limpos os dez? E os nove, onde estão? Não se achou quem voltasse para dar glória a Deus, senão este estrangeiro? E disse-lhe: Levanta-te e vai; a tua fé te salvou” (Lucas 17:17-19).

A fé dos nove rendeu-lhes a cura. A fé do estrangeiro rendeu a cura E a salvação.

As bençãos que Deus nos dá demandam primeiramente a tomada de uma atitude para com Ele. Antes de sair simplesmente aproveitando dessas bençãos, precisamos parar e pensar o que ela está exigindo de nós. Que tipo de atitude é condizente com a recepção de um tesouro tão fantástico.

É um ato de fé não abrir o presente logo e sair usando. Fé que salva.

Pense nas bençãos que tem recebido. Pense na resposta que tem dado ao doador dessas dádivas.

Marco Aurélio BrasilO que a benção exige de mim