Últimas Publicações

O Toque Divino

Na última sexta feira (25/05) discorri acerca do encontro de Jacó com o Eterno no Vale do Jaboque. Retomando a narrativa recordo que Jacó pedira a proteção divina e, quando Deus viera em seu socorro, não percebendo Quem estava ao seu lado, lutou contra Ele a madrugada toda. Ao clarear do dia Deus tocou na “juntura” de sua coxa e ele sentiu a perna fraquejar.

Após tocar-lhe na coxa, o Eterno pergunta seu nome e ele responde: “Jacó”, talvez você pense, mas é claro que ele disse Jacó, esse era o seu nome, lembre-se, porém, que, cerca de vinte anos antes, diante de Isaque, seu pai, quando lhe foi perguntado o nome, dissera: “Esaú”, mentira, pois queria receber a benção da primogenitura. Em realidade, justificara seu nome, cujo significado era “enganador”.

A mentira dita a seu pai terrestre, não foi repetida para o Pai celeste. O toque do Pai completara a obra de transformação, de “enganador” passou a ser “príncipe vencedor”, reconhecendo tal mudança, o Eterno mudou-lhe também o nome, não se chamaria mais Jacó, mas Israel.

Não sei qual é o seu nome querido leitor, muito menos como você é conhecido entre os seus, quero apenas que saiba que, não importa quem você seja ou como o vejam, o Eterno tem um plano muito melhor para sua vida. Ele quer operar uma mudança de dentro para fora em você, se permitir, provavelmente não aqui, mas com certeza na Nova Terra, onde tudo será novo, você receberá seu novo nome também (Apocalipse 2:17). Deixe o Eterno tocar você, não importa o que vier depois, será bom, muito bom.

Gelson De Almeida Jr.O Toque Divino

Artigos Relacionados