Últimas Publicações

Quase na beirada

Portanto, vamos abandonar os rabiscos da pré-escola e passar para as grandes obras de arte que retratam Cristo. Cresçam em Cristo. “ Hebreus 6:1 BM

Não sei se você já teve a simples experiência incrível de cair. Sim, isso mesmo, cair da cama, da rede, da cadeira…ainda não descobri o motivo destas quedas. Sei lá, às vezes penso que é só por que chegamos muito perto de onde acabamos chegando, chegamos quase na beirada

É fácil reproduzir isso com a nossa experiência de fé. A gente fica tentado a permanecer no mesmo local aonde chegamos, sem jamais nos mover.

Pense um pouco. Compare o hoje com um ou dois anos atrás. Então pergunte a si mesmo. Sua experiência com o Eterno hoje é diferente dessa época? Você é mais generoso em suas doações? Refiro-me a quantidade da doação e a alegria em doar, elas aumentaram?

Você é agora mais comprometido com sua comunidade? Pode-se afirmar que você cresceu na fé? Estuda mais a palavra? Sua intimidade com o Eterno na oração se desenvolveu? Enfim tem aprendido coisas novas?

Não faça como esses que caem da cama. Na fique perto demais do lugar onde você chegou. É perigoso repousar quase na beirada.

Também não confunda sua vida espiritual com seus hábitos religiosos. Há quem não perca uma reunião na igreja, faça muitas doações, até leia a palavra todos os dias, mas sinta um desejo dentro de si. Não deixe desaparecer o calor que toma conta do coração de quem sente prazer experiência de comunhão com o Eterno, não fique quase na beirada

Adriano VargasQuase na beirada

Artigos Relacionados