Últimas Publicações

Remando Contra a Maré

É questão de esforço ou prazer?
—————————————

Seguir a Cristo na sociedade contemporânea parece um pesado fardo: ter que declinar eventuais interesses que a mídia exalta como importantes para a auto-afirmação do indivíduo e seu respectivo sucesso, acaba repercutindo como loucura aos olhos de quem segue as tendências de comportamento e consumismo vigentes.

Afinal, os princípios se tornaram tabus: sobriedade, virgindade, fidelidade, honestidade, gentileza, altruísmo e outras características antes consideradas virtuosas não são defendidas por nenhuma bandeira ou movimento social. Pelo contrário, tais virtudes são apontadas como antiquadas, caretas ou justificadas pelo comportamento de terceiros: “todo mundo faz, o mundo mudou”.

O apóstolo Paulo trata deste tema dizendo que “a loucura de Deus é mais sábia que a sabedoria humana e a fraqueza de Deus é mais forte que a força do homem”. Deus escolheu o que para o mundo é loucura para envergonhar os sábios e os fortes, a fim de que ninguém se vanglorie diante dEle, mas sim nEle. (1 Coríntios 1:25-31)

A pressão é enorme. Por outro lado, agir de acordo com a sabedoria divina é como um tapa de luva de pelica naqueles que não dormem com a consciência tranqüila ou sofrem inquietação em busca de uma felicidade baseada em futilidades. Quem busca os ensinos de Deus de todo o coração, não sente o cansaço de remar contra a maré, mas sim o prazer de seguir os ensinos de um Pai amoroso.

ComunicaçãoRemando Contra a Maré

Artigos Relacionados