Últimas Publicações

Senhor, salva-nos!

O pedido acima, feito a Cristo por seus discípulos, ocorreu num momento de muito medo e desesperança quando o braço onde estavam foi atacado por uma terrível tempestade (Mateus 8:24). É interessante notar que o termo utilizado por Mateus se aplica a uma grande catástrofe natural como um terremoto, um tsunami, etc. Ele utiliza o mesmo termo mais duas vezes em seus escritos, quando cita os terremotos que ocorreram por ocasião da morte e da ressurreição de Cristo.

A sequência do relato mostra que, após o pedido desesperado dos discípulos, Cristo se levanta, ordena ao mar que se acalme e tudo se aquieta. O pânico dá lugar ao assombro ao se indagarem: “Quem é este, que até os ventos e mar lhe o obedecem! ”

Duas lições podem ser extraídas desse relato, a primeira é a de que, mesmo com a presença de Cristo no barco de nossa vida podemos ser assaltados por terríveis tempestades. Ser cristão nunca foi, e nunca será, uma apólice de seguro contra todos os males que assolam a humanidade. O próprio Cristo afirmou que nesse mundo teríamos aflições (João 16:33), deste modo não devemos deixar nossa fé esmorecer por coisa alguma que nos suceda.

A segunda lição é que, se Cristo estiver no barco de nossa vida, podemos ter certeza de que a tempestade, por pior que seja, será vencida, pois Ele venceu o mundo (João 16:33c).

O Eterno nem sempre impede que a tempestade venha sobre nós, mas nos dá a certeza de que, não importa o problema pelo qual passemos, mesmo que seja uma tempestade avassaladora, se Cristo estiver ao nosso lado, tudo se resolverá, pois Ele tem poder para tornar a maior tempestade em simples marola. Mas, para que isto seja uma realidade, precisamos, diariamente, convidá-Lo para entrar em nossa vida. Ele já está à porta apenas espera que a abramos e permitamos que entre, se assim fizermos Ele promete participar de tudo em nossa vida (Apocalipse 3:20).

Experimente abrir a “porta do seu coração” e deixar que Ele entre e veja a diferença.

Gelson de Almeida Jr.Senhor, salva-nos!

Artigos Relacionados