Publicações com Oração

Férias de Deus

Postergando o inadiável
———————————- 

“Deus, agora não vou orar porque tenho que correr para o escritório. Desculpe, Pai, mas aqui no trabalho está tudo muito barulhento, não consigo me concentrar. Eu realmente queria falar com o Senhor no trânsito, mas antes preciso ouvir rádio para relaxar um pouco… agora que estou em casa, só espere eu voltar da academia que conversamos. Legal, olha o que tem na TV! Só um momento… ixi, já está tarde. Podemos falar amanhã? Hoje estou cansado…”

Assim a nossa rotina passa a minar nosso relacionamento com Deus, nos impedindo de expormos com sinceridade e devoção nossos pensamentos, desejos, angústias e agradecimentos. E se o Criador fosse assim conosco? E se Ele desejasse descansar de nós um pouco?

“Filho meu, queria te proteger do acidente de carro, mas estava ocupado com outra coisa. Sei que deveria lhe conceder saúde, mas estava distraído com os anjos. E desculpe não ter ligado as árvores, amanhã elas voltarão a fazer fotossíntese, porque vou reacender o sol, foi apenas um lapso, mas já estou descansado…”

É realmente uma bênção termos um Pai que se dedica tanto por amor a nós e nos trata de forma totalmente antagônica à maneira que nós nos relacionamos com Ele, pois “nEle (Cristo) foram criadas todas as coisas nos céus e na terra… e nEle tudo subsiste” (Colossenses 1:16-17).

ComunicaçãoFérias de Deus
leia mais

A oração respondida

“Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito”. João 15:7

Deus realmente responde todas as orações? Muito se tem tentado explicar a razão de certas “orações” não serem atendidas. Recentemente, conversando sobre orações atendidas, disse acreditar que Deus responde afirmativamente todas as orações. Fui seriamente questionado sobre isto, pois, segundo diziam, somente algumas orações ouvem um “sim” de Deus. Citei então o verso acima e perguntei se Jesus alguma vez mentiu, se alguma vez fez uma promessa que não se cumprisse, a resposta foi não. Analisamos então o verso acima.

Quando afirma que podemos pedir tudo o que quisermos que seremos atendidos, Cristo coloca duas condições básicas, “estar em Cristo”, e “suas palavras devem estar em nós”, ou seja, Ele tem que ser o primeiro, o melhor e o último em nossa vida. Tudo o que fizermos tem que ser através dEle. Suas palavras devem dominar por completo o nosso vocabulário, e isto só ocorre quando estudamos e meditamos em tudo o que Ele nos falou.

Em resumo, as coisas podem ser colocadas da seguinte maneira, quanto mais estudarmos Sua Palavra, mais O conheceremos. Quanto mais O conhecermos, mais O amaremos. Quanto mais O amarmos, mais desejaremos ser como Ele. Resultado, Ele dominará nossa mente, consequentemente, Seus pensamentos serão os nossos, Sua vontade será a nossa e, somente pediremos aquilo que Ele próprio pediria. Experimente pensar como o Eterno e veja como seus desejos serão atendidos.

Gelson De Almeida Jr.A oração respondida
leia mais