Últimas Publicações

Vitória!

Essa palavrinha aparece com insistência no Novo Testamento. Ali eu leio que em Cristo somos “mais que vencedores” (ou, como diz a Bíblia Viva, “temos uma vitória esmagadora” Romanos 8:37). Uma página adiante Paulo aconselha a não deixarmos que o mal vença: “mas vence o mal com o bem” (Romanos 12:21). Em Hebreus 11 são enaltecidos os que “venceram reinos…” (verso 33) e em I João os jovens são aplaudidos por haverem “vencido o maligno” (2:13). Em Apocalipse 2 e 3 há promessas fantásticas destinadas “ao que vencer” e no finalzinho do livro é reafirmado que “quem vencer herdará todas as coisas, e eu serei seu Deus, e ele será meu filho”(21:7).

Essa repetição do tema da vitória me faz tirar pelo menos duas conclusões simples: 1) não é legítimo esperar, deste lado da eternidade, uma vida sem conflitos. Somos incentivados a buscar a vitória porque há um combate em andamento, precisamos tomar um lado e lutar. Para alguns a luta será contra o relógio, fabricando tempo para focar no que mais importa, sua relação com Deus e o cuidado com aqueles a quem Ele os confiou. Para outros a luta será contra o paladar, contra o refrigerante, o excesso de açúcar e fritura, o terceiro e quarto pedaços de pizza ou a carne. Para outros a luta será contra a pornografia, a dependência sexual, os hábitos mentais já estabelecidos há longa data, ou quem sabe contra as práticas desonestas que configuram seu ganha-pão. Não importa qual seja a luta, é preciso escolher o seu lado e lutar; 2) se Cristo acenou para mim com promessas magníficas colocando como condição a vitória é porque a vitória é possível, é plausível, é factível. Especialmente porque “em Deus alcançaremos a vitória” (Salmo 108:13), “do Senhor vem a vitória” (Provérbios 21:31), “é ele quem nos faz vitoriosos por meio de Jesus Cristo, nosso Senhor” (I Coríntios 15:57) e é “Deus quem opera em vós o querer e o efetuar” (Filipenses 2:13), assim, quando você estiver lutando, será com a força de Jesus Cristo, o vitorioso, que você estará lutando, e não com seus parcos, limitados e falhos recursos.

O Céu não é dos tímidos, amigo (Apocalipse 21:8). É dos vencedores. E, se você ouviu este discurso, é porque está sendo chamado e habilitado a vencer.

Marco Aurélio BrasilVitória!