-

# Decisões e compreensões

tyEm diversos lugares onde vemos pessoas publicando vídeos ou textos que falem sobre determinada passagem bíblica, em uma abençoada tentativa humana de explicar a mensagem, ou somente expressar o entendimento da palavra do Eterno, bendito seja o Seu nome, vemos também comentários de pessoas que se ocupam em combater a ideia, ou o simples gesto, infelizmente.

Atribuo-o por um momento infeliz, pois, ou não sabem o que dizem, talvez movidos por testemunhos que deturpam a mensagem do evangelho, ou se souberam um dia, dizem-no movidos por alguma resultante de experiências com a igreja. Sim, com a igreja, pois com a palavra homem nenhum que a conhece e a aceita se volta contra ela, mas, antes, se por alguma recusa, apenas se afasta. Claro que para toda a situação, a existência da exceção. A estes, a compreensão e a misericórdia.

Contudo, dizemos, a mensagem da cruz é loucura para os que estão perecendo, mas para nós, que estamos sendo salvos, é o poder de Deus, segundo a sabedoria de Deus, dita por Paulo. E, ainda, visto como na “sabedoria de Deus o mundo não conheceu a Deus pela sua sabedoria, aprouve a Deus salvar os crentes pela loucura da pregação. Porque os judeus pedem sinal, e os gregos buscam sabedoria. Mas nós anunciamos a Cristo crucificado, que é escândalo para os judeus, e loucura para os gregos”, arrematou Paulo.

Sim, pregamos a Cristo crucificado pelo que a mensagem significa, justificando-a a quem desconheça a razão de tamanho sacrifício. Contudo, cumpre-me dizer como crente na mensagem e, sobretudo como testemunho vivo da experiência real com Deus, eu, de minha parte, anuncio, sobretudo o Messias ressurreto, sentado à direita do Eterno, nosso Deus, bendito seja o Seu nome, afirmando que sua volta é iminente, quando crentes e descrentes receberão a compreensão de tudo, inclusive de suas vidas e decisões, importando com isso que entrem para viver o reino pela eternidade ou sejam extintos para todo o sempre.

São decisões pessoais. Que sejam respeitadas e jamais julgadas para que se lhes condenem; contudo, que também suportem as consequências de seus atos, pois o amor está à disposição de todos, sendo tudo aquilo o que de fato importa.

Tenha uma linda semana e anuncie o amor de Deus.

Sady Folch# Decisões e compreensões

Artigos Relacionados