-

# Feliz Ano Novo

“Ano novo; vida nova”. Assim diz o ditado popular. E você, acha isso mesmo? No final do ano passado tive a oportunidade de escrever sobre os sonhos que desejamos para o ano novo, contudo sem realizarmos nem mesmo a metade ao longo do ano. Afinal, por que desejamos tantas coisas boas e a maioria delas não acontece? Será por não as buscarmos de todo o coração?

Neste final de ano, houve uma grande manifestação textual na rede social, dizendo o seguinte: “Para que o ano novo seja realmente feliz, novo, ele precisa começar em você”. De fato, há um bom juízo nisto, não fosse pela certeza de que o voto de feliz ano novo dito de uns para outros, traduza o desejo de que isto, certamente aconteça na vida do próximo.

Contudo, ainda assim, creio tenha sido feliz a ideia que iniciou tal manifesto. Afinal, quando desejamos nós mesmos vivermos um novo ano, bom e feliz na nossa própria vida, não há dúvidas que devemos em primeiro lugar modificar velhos hábitos, muito deles, nocivos. Mas, voltando à pergunta: Por que não realizamos as tantas coisas que desejamos para o novo ano que inicia? Será por não as buscarmos de todo o coração? Pode ser que sim. Pode ser que não. Explico.

Nós que estamos familiarizados com a Palavra do Eterno, sabemos que há diversas manifestações nas escrituras a respeito dos sonhos, pedidos e vontades que temos quanto ao novo. Disse Yeshua, o Filho do Eterno Deus: “Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7). E mais, ele disse: “Qualquer coisa que me pedirdes em meu nome, vô-lo farei. Se me amais, guardareis os meus mandamentos” (João 14:14-15).

Percebe? É preciso estar conectado ao reino de Deus. Pergunte-se, portanto se o teu sonho tem alguma relação a uma experiência real com Deus, ou foi simplesmente o velho homem ainda agindo conforme os velhos hábitos? Há em você novo homem renascido em Deus? Afinal, como disse Yeshua, ninguém coloca remendo de pano novo em roupa velha, ou vinho novo em odres velhos, pois certamente romperão.

Além disso, em geral, para que tenhamos novo rumo, com novos hábitos, isto irá requerer um preparo, uma constância e, sobretudo sabermos de que precisamos da dependência do alto, pois, conforme afirma o salmista: “Se o SENHOR não edificar a casa, em vão trabalham os que a edificam” (Salmos 127:1).

Enfim, que toda a nossa vontade esteja ligada à do Pai, pois segundo Paulo: “Deus é quem opera em vós tanto o querer como o efetuar, segundo a sua boa vontade” (Filipenses 2:13), assim como, completa o apóstolo, dizendo: “…entendei qual seja a vontade do Senhor” (Efésios 5:17). E, por fim, quanto aos desejos de renovação, que eles, enfim encontrem respaldo ainda nas palavras deste mesmo autor: “E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus”. (Romanos 12:2).

Ademais, a tudo o que foi dito acima, deixo contigo a inspiração e sabedoria divinas, recebidas e transmitidas pelo profeta Jeremias: “Porque eu bem sei os pensamentos que tenho a vosso respeito, diz o Senhor; pensamentos de paz, e não de mal, para vos dar o fim que esperais. Então me invocareis, e ireis, e orareis a mim, e eu vos ouvirei. E buscar-me-eis, e me achareis, quando me buscardes com todo o vosso coração” (Jeremias 29:11-13).

Assim, conectado cada dia de nossas vidas à Palavra do Eterno, posto que o tempo seja hoje, desejo que nossos pensamentos, sonhos e pedidos para o ano novo possam ter sua fundação nas bases sólidas das escrituras sagradas.

Shabbat Shalom!

Sadi – Um Peregrino da Palavra.

Sady Folch# Feliz Ano Novo

Artigos Relacionados