-

# Fundamento: amor

amorO mundo testemunhou cenas terríveis nas últimas semanas ao se deparar com atos bárbaros cometidos pelos membros do estado islâmico. Eles têm assassinado centenas de pessoas inocentes por serem cristãs, entre elas, crianças; têm perseguido, torturado e matado mulheres que se candidataram à política, entre outras barbáries. Sua doutrina é baseada em suas escrituras sagradas, mas suas respostas são atitudes que empreendem o terror, movidos por uma leitura fundamentalista insana.

Entre os cristãos, muitos homens são taxados de fundamentalistas todos os dias por entregarem sua vida ao Eterno e a viverem na observância de seus mandamentos. Devo ressaltar que me refiro àqueles que agem de forma coerentemente alinhados aos ensinamentos bíblicos, e não por interpretação particular que possam fazer, segundo seus próprios interesses. Desejam apenas serem fieis ao Eterno, e mesmo assim enfrentam a todo momento o mundo civilizado os julgar e os taxar como se fossem habitantes da Idade Média.

O Messias disse certa vez que aquele que o confessar diante dos homens, ele também o confessará diante de Deus e dos anjos, segundo os registros dos evangelhos de Mateus e Lucas, respectivamente.

Ao mesmo tempo, Lucas também registra as palavras do Cristo quando afirma serem bem-aventurados aqueles a quem os homens odeiam, injuriam e rejeitam-lhes o nome por causa do amor que tenham a ele; e, por fim, os consola, revelando-lhes que será grande o prêmio no reino eterno, pois também assim fizeram aos patriarcas e profetas.

Voltando aos vídeos que aterrorizam e escandalizam ao mundo, tanto quanto às situações em que qualquer cristão se veja humilhado por causa de seu amor à palavra de Deus, não raro ouvimos respostas cristãs a esses fatos, que em muito se contradizem ao amor ensinado por Jesus.

O que disse o príncipe da paz quando esteve entre a miséria do mundo, senão: “Eu, porém, vos digo: Amai a vossos inimigos, bendizei os que vos maldizem, fazei bem aos que vos odeiam, e orai pelos que vos maltratam e vos perseguem; para que sejais filhos do vosso Pai que está nos céus”.

Que nossa vida seja pautada nesse tipo de fundamentalismo: do amor.

Feliz sábado a todos

Sadi – Um Peregrino da Palavra

Sady Folch# Fundamento: amor

Artigos Relacionados