-

# Pódios

PódiosO apóstolo Paulo escreveu aos cristãos na cidade de Corínto, na Grécia, e em determinado momento usou de um costume do país para fazer uma analogia, a fim de lhes ensinar sobre a seriedade dos ensinamentos de Cristo. Para explicar o que significava a busca focada no prêmio da salvação eterna, comparou tal dedicação aos esforços empreendidos pelos atletas dos antigos jogos olímpicos, quando estes buscavam tão somente uma coroa perecível mediante rigoroso treinamento.

Segundo Paulo, o cristão precisa escravizar o corpo e seus desejos nocivos incentivados pelo mundo, a fim de que isto também lhe sirva como resultado de aprovação diante de Deus. Os jogos olímpicos da era moderna começaram. Atletas de diversas modalidades, preparados à exaustão, competem pela vitória, sobretudo focados em superar seus limites pessoais.

Foram aqueles competidores, tanto quanto os atuais, por mais subjugo de seus corpos à exaustação dos treinos, os melhores exemplos de vencedores? Certamente que não. Sejamos diretos. Cristo foi e é esse exemplo único a ser tomado por parâmetro. Ele que venceu o mundo, superando tentações, sustentado pela obediência e dependência de Deus, se tornou referência de beleza, força e poder. Tudo porque o próprio Pai o instruía enquanto esteve na terra. E por ter obedecido ao seu Treinador, recebeu a medalha incorruptível. Assim qualificou-se no tempo da eternidade.

Ele nos convida à linha de chegada, à mesma medalha incorruptível. Tal vitória não apresenta distância ou tempo conhecidos. Apenas menciona que se dará com a sua volta, ocasião em que será avaliada a vitória de cada um de nós. A salvação será o lugar mais alto do pódio. O treinador essencial para esta vitória continua sendo o Eterno. Portanto, se há algo a ser tomado de empréstimo dos bons exemplos dos competidores olímpicos, que seja pela adaptação à competição mais séria de nossas vidas, ela que se volta a nós mesmos diante da transformação pessoal que se faz necessária para alcançarmos o pódio eterno.

Sadi – O Peregrino da Palavra

 

Sady Folch# Pódios

Artigos Relacionados