-

Salva Vidas

Segundo especialistas, quando uma pessoa se afoga o salva vidas tem três coisas a fazer: tirá-la da água, tirar a água de dentro dela e reanimá-la. É incrível como essa sequência é a mesma adotada pelo Eterno no tocante à nossa salvação.

No Salmo 40 Davi afirma que antes do Senhor intervir em sua vida a situação era terrível, pois se encontrava em um “poço de destruição”, num “atoleiro de lama”, mas o Senhor o tirou de lá e o colocou sobre a segurança da rocha (vs. 1 e 2). Paulo afirma que, antes de Cristo, estávamos mortos em nossas ofensas, mas, fomos ressuscitados e vivificados (Efésios 2:5 e 6). Pedro afirma que o sacrifício feito por Cristo nos resgatou de nossa “maneira vazia de viver” (1 Pedro 1:18 e 19 NVI).

Não fosse a atuação divina em nosso favor e estaríamos irremediavelmente perdidos, mas a bondade, a misericórdia e graça divinas mudaram nossa situação de perdidos para salvos, de mortos para vivos. Muitos acham que isto já basta para sermos salvos, mas Paulo afirma que, após passarmos por este processo de salvação/vivificação, somos novas criaturas, pois tudo se fez novo (I Coríntios 5:17), e é necessário que mudemos nosso comportamento, que “andemos em novidade de vida” (Romanos 6:4).

O Eterno cumpriu Seu papel: resgatou-nos, tirou a penalidade do pecado de dentro de nós e nos vivificou, agora é com você. Salvação ou perdição, vida ou morte, a escolha é sua. Não permita que tudo tenha sido em vão.

Gelson De Almeida Jr.Salva Vidas

Artigos Relacionados