-

Sonhos e realizações

Sonhos e RealizaçõesÀs vezes nos deparamos com sentimentos que andam há muito tempo conosco e eles mexem com a gente de alguma forma. Determinadas situações revelam alguma saudade do que ficou, do que não ocorreu ou mesmo do que não sabemos explicar, pois se encontra oculto ou perdido em algum lugar de nossas mentes. Essas situações podem nos impedir de avançar rumo ao Eterno, de sermos felizes.

As decisões que tomamos podem mudar todo o curso de nossas vidas. Algumas pessoas têm sonhos verdadeiros desde menino, no entanto, quando chegam a algum lugar de sua jornada adulta, se permitem a influência do mundo e por ele se deixam levar, esquecendo-se de si mesmos. Outros acreditam tanto em seus sonhos que quando crescem se transformam em pessoas felizes como poucas que conhecemos. É a leveza de se saber o que é.

Quais é o sonho de Deus para a nossa vida? Para cada um em particular, acredito que seja desenvolvermos o que há de melhor em nós, conforme o dom que nos foi dado viver, norteados pela luz da Palavra. E, por esses dons, colocarmos todo o empenho para que o resultado de nossa produção seja, enfim, a expressão do Seu amor. Em geral, creio que o sonho de Deus a nós seja de vitórias e alegrias altruístas, vivenciadas enquanto caminhamos em Sua direção, a fim de sermos um com Ele e com Seu filho Jesus.

Esta conclusão me leva a pensar no salmista que escreveu afirmando – “Quão grandes são os pensamentos de Deus a nosso respeito”. Assim como, também, o profeta Jeremias, que registrou a vontade do Eterno ao escrever que o Pai é quem sabe os pensamentos que tem a nosso respeito, muito maiores do que pensamos ou imaginamos.

Como, enfim, sabermos se nossos sonhos são os sonhos de Deus? Jesus disse que se estivermos nele, tudo o que pedirmos, receberemos. Cumpre dizer que se o recebemos, foi porque também estivemos alinhados à verdade que diz que é Deus quem opera em nós o querer e o efetuar. É importante lembrar também da sabedoria ensinada por Tiago: “Se o Senhor quiser, e se vivermos, faremos isto ou aquilo”.

Portanto, que nossa comunhão seja completa no Pai e no filho, pois assim conheceremos a Sua vontade, podendo até mesmo refletir a realidade de nossos sonhos de juventude. E se isso tudo for verdadeiro, honesto, justo, puro, amável, de boa fama, havendo alguma virtude e algum louvor, nisso devemos pensar.

Se seus sonhos foram deixados lá trás e você os ache impossíveis de se realizarem, e tendo eles as características de virtude anteriormente enumeradas, sobretudo estando alinhados ao pensamento de Deus, não tema. Coloque-os diante do Pai e Ele os realizará de alguma forma. Seja feliz. Um abraço do peregrino da palavra.

Sady FolchSonhos e realizações

Artigos Relacionados