-

# Vontades e entregas

Uma das coisas que mais me impressionam na relação com Deus, é quando me deparo com providências que Ele nitidamente proporciona. Sabemos por tudo o que ouvimos e lemos que a vontade de Deus é que deve prevalecer e não a nossa.

Não é tão fácil à primeira vista compreender esta espera, esta decisão, mas se guardamos os mandamentos, permanecemos no Seu amor e, sendo este o que haverá de permanecer, tudo podemos naquele que nos fortalece.

Se estivermos nele, pedimos e recebemos. A força que precisamos virá dele; o bom combate será sustentado por Ele; o perdão ao que nos ofende, o amor e a oração a estes estendidas, são provas de que permanecemos debaixo da graça do Messias, do Leão de Judá.

Há ocasiões em que confesso, minha conversa com meu Pai se dá ao modelo de Gideão, pedindo por uma prova que demonstre certificar-me ser Sua vontade. Não é como devemos proceder. A falta de entrega completa é a certeza de estarmos em meio à fraqueza, ou pior, vivenciando a apostasia.

O que, de fato, é necessário, é agir pela fé. Conhecer a Nova Aliança e andar pela fé. Estabelecer intimidade com Deus e andar na Sua dependência, sendo obedientes em tudo. Mas, de que maneira identificamos essas situações, a fim de que não caiamos nos ardis do inimigo que se reveste até mesmo de anjo de luz?

Conhecendo a Palavra, especialmente nos aspectos que esclareçam o que traduz o conceito da vontade de Deus, qual seja ser boa, perfeita e agradável. Converse com o Criador, Salvador e Senhor de nossa vida, sorria, se entregue a Ele sem reservas e seja feliz, pois em tudo seremos fortalecidos.

Ótima semana a todos, pela graça de Deus.

Sadi Peregrino da Palavra

Sady Folch# Vontades e entregas

Artigos Relacionados